Trajetórias de aprendizagem com flexibilidade

Criado em 16 Sep 2015 16:53 por Jose Valdeni DE LIMA , última actualização em 17 Sep 2015 16:22


José Valdeni De Lima
(Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil)

Resumo

As Trajetórias Intencionais de Ensino, normalmente decididas pelos professores de forma unilateral, podem não ajudar a Aprendizagem de muitos alunos que são obrigados a segui-las. Muitas vezes exigem uma adaptação muito grande em termos de ritmo, repetição de conteúdo e ordem da apresentação dos conceitos, sem levar em conta o conhecimento prévio dos referidos alunos. Existem muitas formas de tratar Trajetórias de Ensino e Aprendizagem devido aos aspectos culturais, problemas cognitivos, diferentes ritmos, níveis de participação, entre outros. A Trajetória de Aprendizagem abordada na palestra permite flexibilidade na conciliação do desejo do professor e dos alunos na busca de melhorar os processos de Ensino e Aprendizagem. São apresentados, primeiramente, noções e conceitos sobre Trajetórias de Aprendizagem, para, finalmente, enfatizar alguns resultados de pesquisas já realizadas quanto a recomendações de Objetos de Aprendizagem em função das dificuldades dos alunos e Trajetos escolhidos.


Vídeo da palestra

Seminário realizado no Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro e financiado por fundos portugueses através do CIDMA - “Centro de Investigação e Desenvolvimento em Matemática e Aplicações” e da FCT - “Fundação para a Ciência e a Tecnologia” no âmbito do projeto UID/MAT/04106/2013. Ver anúncio aqui.


Avalie este poster

rating: 0+x

Comentários:

Add a New Comment
Page tags: seminário_mateas

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 License.